Em Portugal, o consumo diário médio de sal é de 10,7 gramas, o dobro do valor máximo diário recomendado.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que o consumo diário de sal seja inferior a 5 gramas para um adulto e 3 gramas para as crianças.

Consumo diário

Em Portugal, a sopa e o pão, principalmente o “branco”, são os dois principais contribuintes para o consumo elevado de sal.

Portugal tem efetuado esforços para reduzir o teor de sal no pão, tendo entrado em vigor a lei no 75/2009 de 12 de agosto que estipula um máximo de 1,4 g/100 g de sal.

Sabia que​

  • O consumo excessivo de sal é uma das principais causas da hipertensão arterial?
    E que, em Portugal, a sua prevalência é de 42,2%?
  • A hipertensão arterial, além de ser uma doença crónica, constitui um fator determinante para o desenvolvimento de outras doenças cardiovasculares e cerebrovasculares?
    A principal causa de morte em Portugal é o acidente vascular cerebral (AVC). Por estes motivos, reconhece-se o consumo excessivo de sal como um problema de saúde pública.
  • A estratégia mais fácil para prevenir doenças causadas pelo consumo excessivo de sal é adotar as 10 dicas que lhe sugerimos?
    O programa Menos Sal Portugal quer mostrar aos portugueses que é fácil adotar hábitos alimentares saudáveis e que estes resultam em saúde.